Economia

13/03/2019

Setor de turismo no Brasil registrou alta de 1,9% em 2018, afirma FecomercioSP

De acordo com pesquisa divulgada pela Entidade, atividade apontou alta de 2,2% em dezembro

Setor de turismo no Brasil registrou alta de 1,9% em 2018, afirma FecomercioSP

Tendência é que o indicador cresça em 2019, acompanhando o otimismo do consumidor e das famílias com relação ao consumo
(Arte: TUTU)

O turismo brasileiro registrou crescimento de 1,9% em 2018, em relação ao ano anterior, segundo o Índice de Atividade do Turismo (IAT), elaborado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em dezembro, o indicador também apontou alta de 2,2% em relação ao mesmo período de 2017.

O valor do IAT, indicador lançado em setembro de 2018, representa a soma das receitas operacionais das atividades características do turismo e é elaborado por meio do modelo estatístico baseado em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que revelaram um crescimento de 4% no embarque de passageiros nas empresas aéreas brasileiras no comparativo entre 2017 e 2018. No início da série histórica, em 2007, o montante das receitas auferidas pelo turismo foi transformado no índice 100.

Veja também:
Setor de turismo paulista encerra 2018 com alta de 1% na geração de empregos formais
Comércio e serviços paulistas passam a aderir demissão por comum acordo e jornadas diferenciadas de trabalho
Varejo paulista deve evitar o endividamento e manter controle sobre os estoques

Segundo a assessoria econômica da FecomercioSP, o IAT mostra uma aceleração da atividade do turismo no último trimestre do ano, após a desaceleração registradas nos meses anteriores. Para a Entidade, passados os acontecimentos que influenciaram negativamente a economia em 2018 – como a greve dos caminhoneiros e a incerteza diante das questões eleitorais –, a tendência é que o indicador continue registrando alta em 2019, seguindo outros índices medidos pela Federação, como o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) e o Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), que apontaram altas de 11,6% e 6,2%, respectivamente, no último mês do ano passado. Isso demonstra que as famílias estão mais confiantes não só em relação ao comércio, mas também aos serviços.

Para a presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui, o IAT traz algumas informações importantes para o setor. A primeira delas é o uso de dados confiáveis, produzidos e revisados ao longo do tempo por órgãos como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o que o diferencia de muitos outros dados sobre o turismo brasileiro.

Além disso, o indicador possibilita "perceber o desempenho do setor ao longo dos últimos 12 anos e enxergar os momentos importantes da atividade de turismo, bem como contrastar o desempenho do setor com outras atividades econômicas importantes para o desenvolvimento do País. Naturalmente, a retomada do crescimento econômico é uma expectativa para que o volume de viagens aumente e a atividade perceba maior crescimento ao longo de 2019", completa Mariana.