Educação

22/02/2017

Tecnologia faz aprendizado ganhar escala

Profissionais podem aprender por meio de simuladores e games, muitas vezes usando os próprios dispositivos móveis

Tecnologia faz aprendizado ganhar escala

Cinco tendências envolvendo tecnologia devem continuar ganhando espaço na educação corporativa
(Arte/TUTU)

Por Jamille Niero

O avanço da tecnologia na educação corporativa pode ser medida em números: de 2014 para 2016, o uso de notebooks passou de 60% para 84%. Tablets avançaram de 18% para 23% e os smartphones cresceram de 11% para 33%, segundo o estudo Educação Corporativa no Brasil em 2016, da consultoria Deloitte.

Outros dados, da Dot Digital Group, empresa especializada em educação corporativa, apontam que cerca de 80% dos colaboradores de uma companhia utilizam smartphones no trabalho e 99% dos que utilizam o aparelho mobile para aprender acreditam que esse formato contribui para o aprendizado.

É a chamada “mobile learning” uma das cinco tendências envolvendo tecnologia que devem ganhar mais espaço na educação corporativa (junto com “vídeo learning”, simuladores e sistemas interativos, games e gamification e redes corporativas sociais).

Segundo o CEO da Dot, Luiz Alberto Ferla, toda a tecnologia que veio para a educação chegou para ajudar, já que permite ampliar o que será ensinado. “Como tem escala, faz com que os valores unitários sejam mais acessíveis para todos. Conteúdos e programas podem ser replicados para várias entidades e empresas”, explica.

Para o comércio, uma solução interessante é o uso de simuladores, com sistemas interativos nos quais o comerciário pode aprender de acordo com a realidade do dia a dia. “Podemos simular o treinamento do caixa na hora do pagamento, ou usar um óculos de realidade virtual que mostra como seria a disposição ideal dos produtos em uma loja”, exemplifica.

No Senac São Paulo também há o uso de simuladores para estimular a aprendizagem. “Desenvolvemos um conjunto de soluções, inclusive simuladores, visando a imersão deste participante em uma experiência educacional significativa. Também trabalhamos com demais recursos utilizados tanto no blended quanto na EAD, como vídeos, aulas narradas, webconferência, tudo de acordo com as necessidades reais de cada cliente”, explica Maurício Pedro, gerente de Atendimento Corporativo da instituição.

De acordo com Pedro, o uso de soluções tecnológicas no ensino está relacionado a como as pessoas usam a tecnologia no dia a dia. E ainda há um grande potencial a ser ainda alcançado.

Para Glaucya Tavares, professora da Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (Fapcom) primeiro vieram as modificações causadas pela tecnologia, na prática, e só depois elas alcançaram o campo acadêmico, ou seja, a formação dos profissionais. E a principal mudança foi a de poder alcançar públicos que antes não eram acessíveis, com o atendimento e as transações feitas a distância. Além disso, hoje em dia as pessoas participam mais e têm mais informações do que anos atrás. “O acesso à informação e a facilidade com que a informação circula é o grande avanço e a tendência é que a educação ande junto”, observa.

Veja abaixo alguns recursos tecnológicos em alta na área:

9396_info_educao_corporativa2

Veja também como a evolução tecnológica facilitou o ensino profissional e dicas para quem deseja aprender por meio do ensino a distância. Confira ainda o relato de quem utiliza a educação corporativa para qualificar os colaboradores e se destacar no mercado.