Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Conselho de Turismo

01/10/2020

Mariana Aldrigui é reconhecida como uma das cem pessoas mais poderosas do turismo

Lista da Panrotas Elo incluiu ainda outros membros do Conselho de Turismo em diferentes categorias

Ajustar texto: A+A-

Mariana Aldrigui é reconhecida como uma das cem pessoas mais poderosas do turismo

Além dela, outros membros do Conselho de Turismo também figuram nesse ranking em diferentes categorias
(Arte: TUTU)

Atuar em favor do desenvolvimento do setor turístico é um dos desafios que move a FecomercioSP e esse papel é exercido pela Entidade por meio do Conselho de Turismo. Parte do reconhecimento desse trabalho está na recente seleção da presidente do Conselho, Mariana Aldrigui, na décima edição da lista dos 100 mais poderosos do turismo Panrotas Elo, no quesito Conteúdo e Mobilização.

A publicação desse índice, nesta quarta-feira (30), apresenta a professora da área de turismo na Universidade de São Paulo (USP) com atuação destacada na área de políticas públicas [voltadas ao turismo], turismo em cidades globais e educação [para o setor], entre as 26 mulheres da lista.

Leia mais sobre o setor:
Visando mais segurança para empresas, lei dispensa reembolso imediato por evento remarcado; entenda as condições
Nova lei define medidas de auxílio para o setor aéreo na pandemia de covid-19
Quais são os desafios do turismo corporativo? Reveja webinário

Mariana tem os títulos de bacharel em Turismo, mestre em Ciências da Comunicação e doutora em Geografia Humana, todos na USP, e conquistou a posição no ranking no segmento de Conteúdo e Mobilização por divulgar estudos e informações embasadas tanto para o turismo quanto para os viajantes. “É uma honra estar entre os 100 profissionais selecionados por Panrotas e ELO, representando a FecomercioSP,  Entidade que permite a discussão séria de ideias e abre os caminhos necessários para que o turismo brasileiro seja mais competitivo, com mais oportunidades para todos os envolvidos no setor”, comenta.

Além dela, outros membros do Conselho de Turismo também figuram nesse ranking em diferentes categorias. São eles:

-Magda Nassar (Abav) -Ana Biselli Aidar (Resorts Brasil) -Eduardo Murad Jr. (Alagev) -Marco Ferraz (Clia) -Monica Samia (Braztoa) -Orlando Souza (Fohb) -Pedro Cypriano (HotelInvest) -Ricardo Freire (Viaje na Viagem)

Pleitos da FecomercioSP atendidos

O setor de turismo é um dos mais afetados pela pandemia de covid-19 e duas das principais medidas que terão efeitos minimizadores sobre o setor nesse período são resultados dos pleitos da FecomercioSP.

A remarcação de passagens e devolução de dinheiro por cancelamento de eventos em até 12 meses protege não só a empresa, mas também o consumidor. Se todos os consumidores de passagens, eventos, hotéis e outros serviços de lazer pedissem devoluções, certamente isso provocaria uma quebra generalizada, inviabilizando o próprio ressarcimento do crédito,remarcação e/ou troca por outro serviço. Sem a medida haveria mais perda de empregos.

A outra ação é uma medida de crédito bastante importante para o setor que diz respeito ao aporte de R$ 5 bilhões recebido pelo Fundo Geral do Turismo, o Fungetur. O valor é relativamente pequeno, porém facilita a vida das empresas que estão em situação caótica e não teriam como disputar recursos com outros setores com melhores avaliações de crédito dos bancos.

No Estado de São Paulo, especificamente, a FecomercioSP intermediou e ainda atua para aproximar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) das agências de fomento do Estado que são os principais agentes de capilarização, especializadas em fomentar empreendimentos, principalmente pequenos e médios, como a Desenvolve SP e o Banco do Povo. Parte dos recursos já chegaram a essas agências e a FecomercioSP busca meios para ampliar a destinação desses recursos.

Clique aqui e saiba mais sobre o Conselho de Turismo.