Economia

15/08/2016

Faturamento do varejo no Dia dos Pais recua R$ 4,3 bilhões, queda de 10,6% em relação a 2015, estima FecomercioSP

Dificuldades que ainda permeiam o cenário macroeconômico, tais como juros elevados e inflação alta continuam impactando negativamente as vendas

Faturamento do varejo no Dia dos Pais recua R$ 4,3 bilhões, queda de 10,6% em relação a 2015, estima FecomercioSP

Data não trouxe grande resultado ao varejo, apesar da melhoria da confiança do consumidor e do empresário
(Arte/TUTU)

A expectativa de recuperação das vendas do comércio varejista no País não se confirmou no Dia dos Pais e mostrou mais uma queda em 2016. A estimativa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) aponta que o comércio faturou R$ 36,5 bilhões na semana que antecede a data, R$ 4,3 bilhões a menos do que no ano passado e que representa um recuo de 10,6%..

A estimativa foi calculada a partir de dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), que revelaram uma queda de 5,2% nas vendas do comércio em relação a 2015. A queda das comercializações nesta data foi ainda mais intensa do que o observado em 2015, quando as vendas no comércio diminuíram 0,8% em relação ao mesmo período de 2014.

Para a assessoria econômica da FecomercioSP, os resultados obtidos mostram que o Dia dos Pais teve desempenho em linha com as outras datas e não trouxe grande resultado ao varejo, apesar da melhoria da confiança do consumidor e do empresário.

dia_dos_pais_vendas

Na visão da Entidade, as dificuldades que ainda permeiam o cenário macroeconômico, tais como juros elevados, mercado de trabalho em deterioração e inflação alta, continuam impactando negativamente as vendas em datas comemorativas. Caso o cenário mais positivo apontado pelas projeções de mercado se consolidem, possivelmente poderemos visualizar nas próximas datas comemorativas uma inflexão de tendência.