Negócios

01/07/2019

Planejamento de vendas melhora a rentabilidade das empresas

Sem plano de crescimento, estabelecimentos podem enfrentar dificuldades com estoques, falta de mão de obra e pendências tributárias

Planejamento de vendas melhora a rentabilidade das empresas

Na elaboração do plano, é importante que a projeção de crescimento leve em consideração a realidade do mercado
(Arte: TUTU)

Manter o faturamento aquecido mensalmente é um desafio para qualquer empresa. Embora não se possa ignorar as condições econômicas do País e o desempenho do setor de atuação, o empreendedor também tem sua parcela de contribuição para que as vendas tragam resultados satisfatórios. Por isso, é importante não desprezar um recurso que pode melhorar a rentabilidade e evitar problemas financeiros em períodos menos favoráveis: o planejamento de vendas.

Teoricamente, pensa-se que quanto mais a empresa vender, melhor. Contudo, o empresário precisa estar ciente de que o aumento das vendas também impõe custos, como os de manutenção dos estoques, salários e impostos. Portanto, planejar as vendas contribui para que a empresa evite cair em “armadilhas”, como falta de produto a pronta-entrega, mão de obra insuficiente para as operações do dia a dia e tributação indesejada em função do faturamento elevado.

Veja também:
Fluxo de caixa diário permite identificar déficits pontuais na gestão financeira
Acompanhar resultados de perto aumenta chances de sucesso da empresa
Gestão eficiente dos estoques aumenta lucratividade das empresas
Entenda como a relação com fornecedores pode ser vital para o seu negócio
Formação de preços eficiente potencializa crescimento das empresas

“O crescimento normal de uma empresa é aquele que está dentro de um nível de atividade que a estrutura física do estabelecimento comporta. Já se vender demais, os resultados podem exigir investimentos em infraestrutura e em estoques, comprometendo o capital de giro, além do impacto tributário sobre o lucro”, explica a CEO da consultoria Ueno Profit, Mami Ueno.

De acordo com ela, ao elaborar um planejamento de vendas, deve-se levar em conta que não se trata apenas de definir metas de crescimento. Mami explica que é importante que o plano contemple um perfil do público que a empresa pretenda atingir bem como forma que se realizarão as vendas. Além disso, o planejamento não deve ficar restrito à área comercial.

“É importante alinhar todos os setores da empresa em relação ao planejamento de vendas, porque isso traz impactos sobre os funcionários, os fornecedores, a área financeira, a questão tributária”, explica. “Com o tempo, o plano alinhado com várias áreas melhora a rentabilidade e a assertividade das decisões do empresário, diminuindo o estresse da gestão do negócio”, completa.

A assessoria técnica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) ressalta que, ao planejar as vendas, a empresa consegue repor os estoques de maneira mais adequada e avaliar melhor o momento de contratar novos funcionários.

Na elaboração do plano, é importante que a projeção de crescimento leve em consideração a realidade do mercado. Nesse sentido, o empreendedor pode consultar a plataforma Projeta. Disponibilizada pela Entidade, a ferramenta permite traçar projeções de vendas com base no histórico do estabelecimento, do setor e da região em que atua.

O planejamento de vendas é uma estratégia eficaz para aumentar a participação no mercado utilizando os recursos à disposição da empresa. O empreendedor interessado em aprender mais sobre o assunto pode conferir um conteúdo multimídia especial desenvolvido pela FecomercioSP clicando aqui.