Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

05/02/2018

Plataforma de gestão financeira mira no pequeno empresário

O CEO da ContaAzul, Vinícius Roveda, percebeu uma lacuna no mercado de softwares e decidiu desenvolver uma ferramenta personalizada

Ajustar texto: A+A-

Plataforma de gestão financeira mira no pequeno empresário

Startup que já atendeu mais de 800 mil clientes desde 2007 foi acelerada no Vale do Silício, Estados Unidos
(Arte: TUTU com foto de Christian Parente)

Com informações de Filipe Lopes

A ideia do ContaAzul, plataforma destinada à gestão do negócio do pequeno empresário, surgiu quando Vinícius Roveda era apenas um estudante de Ciências da Computação no Estado de Santa Catarina.

A trajetória da empresa é contada pelo próprio idealizador do projeto em entrevista à edição 54 da revista Comércio & Serviços, editada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Veja também:
Veja como funciona a proteção do nome comercial e da marca em uma startup
O momento é de empreender, diz Carlos Wizard
Ying Lowrey discute inclusão digital e empreendedorismo de base

Hoje, Roveda é o atual CEO da startup que já atendeu mais de 800 mil clientes desde 2007. Tudo começou quando ele percebeu uma lacuna no mercado de softwares e decidiu desenvolver uma ferramenta personalizada.

Reuniu, então, em um único sistema serviços como controle de estoque, gestão financeira, interação com contador e geração de tabelas e relatórios, além de acompanhamento de todo o processo de venda de um produto.

“Investimos muito em design, em entender o comportamento do cliente, na experiência que deveríamos ter com o produto. Isso foi um grande choque para a indústria de software aqui no Brasil, porque, até então, as empresas não se preocupavam com isso”, relembra Roveda.

A empresa que nasceu em Joinville e foi acelerada no Vale do Silício, Estados Unidos, fechou no fim do ano passado parceria com o Mercado Livre. Com isso, os 4,2 milhões de vendedores que utilizam o portal podem simplificar ainda mais o processo de comercialização pela internet graças à integração com o ContaAzul.

A edição de janeiro e fevereiro da C&S pode ser acessada aqui.