Economia

01/10/2018

Revista “Problemas Brasileiros” analisa como será a escola do amanhã

Publicação especial alerta que sistema educacional brasileiro terá que se adaptar às mudanças curriculares previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Revista “Problemas Brasileiros” analisa como será a escola do amanhã

Educação socioemocional, falta de acessibilidade a alunos com deficiência e impacto da tecnologia na aprendizagem são alguns dos aspectos abordados na edição
(Arte: TUTU)

A revista Problemas Brasileiros 448, dos meses de outubro e novembro, aborda, em edição especial, alguns aspectos que impactam a qualidade do ensino nas salas de aula de todo o País. Um debate na Livraria Cultura no próximo dia 18 de outubro marca o lançamento da publicação especial.

Atualmente, os educadores se preparam para começar a implantar, em 2019, as mudanças curriculares previstas na Base Comum Curricular (BNCC) para os ensinos infantil e fundamental. A reportagem “Quando falta o mínimo” ressalta que será preciso que o sistema educacional brasileiro garanta condições para que esses profissionais consigam pôr em prática os objetivos traçados na proposta pedagógica homologada em dezembro de 2017.

Veja também:
Revista “Problemas Brasileiros” lança edição especial em parceria com UM BRASIL
Revolução digital na indústria e no varejo é destaque da revista “PB”
Revista “Problemas Brasileiros” analisa movimentos formados por novas lideranças

A publicação, editada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), destaca que, apesar da descontinuidade de políticas públicas e de o País ter 2,8 milhões de brasileiros fora da educação, os esforços nos setores público, privado e de entidades de terceiro setor têm contribuído para a melhoria na qualidade do que é ensinado nas salas de aula.

A edição especial ainda trata dos aspectos envolvidos no ensino de ciências e empreendedorismo; do impacto da tecnologia como facilitadora da aprendizagem e da aferição de resultados; e da estratégia necessária para a expansão das escolas em tempo integral.

Em entrevista, o professor de Harvard, Charles Fadel, defende a educação socioemocional na formação dos jovens.

Além disso, outros temas são explorados pela revista PB, como a falta de acessibilidade a alunos com deficiência e os gargalos históricos, incluindo a ausência de infraestrutura nas escolas, considerada uma das principais causas do abandono dos estudos.

Esta edição da revista Problemas Brasileiros está disponível nas melhores bancas e livrarias do País.