Economia

25/10/2017

Rua Augusta e sua diversidade são tema de vídeo exclusivo produzido pela FecomercioSP

Via é vista por muitos como “a cara de São Paulo”, pela variedade de público e de estabelecimentos

Rua Augusta e sua diversidade são tema de vídeo exclusivo produzido pela FecomercioSP

A produção faz parte do SP 463, site especial sobre os clusters comerciais de São Paulo
(Arte/TUTU)

Não há uma conclusão sobre o motivo da escolha do nome da rua ou sobre quem foi Augusta. Historiadores consideram que o português Mario Antonio Vieira, proprietário dos terrenos da região no fim do século 19, batizou a via com essa alcunha para designar um título de nobreza, e não um nome próprio.

A Rua Augusta e suas particularidades são tema de vídeo exclusivo elaborado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

A produção faz parte do SP 463, site especial sobre os clusters comerciais de São Paulo, lançado pela Federação no aniversário da cidade, em homenagem aos comerciantes – peças fundamentais na construção e no fortalecimento da economia paulistana.

Veja também:
Rua do Gasômetro: centro comercial de madeira e ferragens sobrevive por tradição familiar

Ao longo do século 20, residências que ocupavam os loteamentos da rua deram lugar a comércio, bares e cinemas conforme a via passou a receber um fluxo maior de pessoas. Em 1991, a estação Consolação do Metrô foi inaugurada, aumentando ainda mais o número de transeuntes.

Estar sempre em busca de atualizações e de formas de se aproximar dos desejos do público é denominador comum entre os proprietários de lojas sediadas na Rua Augusta. É possível encontrar negócios familiares e marcas novas entre os pontos comerciais, bem como lojas alternativas e espaços com modelo colaborativo (onde vários pequenos produtores podem expor seu material e acessar mais clientes com facilidade).

Não se sabe se são as pessoas que dão essa característica à rua ou se a via é que dita a identidade de seus transeuntes – na Augusta, cabelos coloridos, tatuagens e piercings da capital paulista parecem estar “concentrados” e cruzam diariamente com ternos e gravatas.

SP 463

Além da Rua Augusta, a plataforma SP 463 traz vídeos sobre a tradicional Feira do Pacaembu, símbolo de uma das atividades mais emblemáticas da cidade; a Rua da Consolação, conhecida como a “rua dos lustres”; a Rua 25 de Março, maior centro de comércio popular da América Latina; e a Rua Teodoro Sampaio, referência em instrumentos musicais; entre outros. O site conta com novidades todos os meses. Acompanhe!