Economia

01/01/2019

Conselho de Economia Empresarial e Política

Confira as últimas ações desenvolvidas no âmbito deste comitê

Conselho de Economia Empresarial e Política

 

Missão: ser um centro de estudos e análise dos interesses empresariais, principalmente dos setores de comércio e serviços, à luz das conjunturas econômica e política atuais. Tem o objetivo de municiar os associados da FecomercioSP de dados, pesquisas e embasamentos técnicos que possam garantir o entendimento e o enfrentamento do cenário atual, subsidiando iniciativas e pleitos empresariais.

Presidentes:

Paulo Delgado. É sociólogo, pós-graduado em Ciências Políticas. É Professor Universitário e foi deputado federal por seis mandatos a partir da Constituinte iniciada em 1987

Antônio Lanzana. É mestre em doutor em economia pela USP, professor e consultor empresarial.

Empresas participantes:

-

Atuação & Advocacies:

- fornecer dados, discutir hipóteses, avaliar cenários, estruturar argumentações e projetos e
propor ações legislativas e estudos que possam influenciar a formulação e/ou correção das políticas públicas, essenciais para dar mais eficácia e simplificação ao ambiente de negócios brasileiro.

Melhoria da posição do Brasil no ranking mundial do Doing Business:

O excesso de burocracia e o modelo tributário corrosivo do País emperram o bom andamento dos negócios. De acordo com o relatório Doing Business 2019, publicado pelo Banco Mundial, o Brasil ocupa atualmente a 109ª posição entre as 190 economias avaliadas no quesito “facilidade de fazer
negócios”.

O levantamento aponta que estamos aquém de países como Chile (56ª posição), México (54ª posição) e China (46ª posição).

A FecomercioSP produz projetos na linha da desburocratização para a melhoria do ambiente de negócios. E, representando mais de 3 milhões de empresas no Estado de São Paulo, promove o
diálogo com o Poder Público, sensibilizando-o, apresentando estudos e material técnico e
pleiteando alterações (e até a revogação) das leis que atrapalham as atividades empresariais.

Implementar medidas de desburocratização, reformas consistentes e melhoria de processos.
Esse é o comprometimento da classe empresarial com a melhoria da posição do Brasil no ranking.