Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Legislação

17/07/2020

Tire suas dúvidas sobre como adotar o home office permanentemente após a pandemia

E-book elaborado pela FecomercioSP tem capítulo especial sobre o assunto

Ajustar texto: A+A-

Tire suas dúvidas sobre como adotar o home office permanentemente após a pandemia

Entenda como inserir esse modelo de trabalho na sua empresa
(Arte: TUTU)

Mais do que uma imposição da pandemia para a salvaguarda dos trabalhadores, o trabalho remoto deve trazer uma mudança profunda na dinâmica das empresas após a crise. Os negócios já perceberam que, se bem administrado, o home office pode se adequar às necessidades específicas do estabelecimento – tendo em vista que há possibilidade de diferentes modelos de trabalho remoto – e, ainda, gerar um impacto positivo na produtividade.

O home office permite que a empresa opte por manter os funcionários em casa durante uma parte da semana e que solicite sua presença no local apenas para determinadas atividades, ou que compareça em dias específicos. Entretanto, independentemente do desenho que o estabelecimento adotar, há uma série de regras que precisam ser observadas para que tudo esteja conforme a legislação trabalhista.

Confira mais e-books sobre o enfrentamento da pandemia
Fique por dentro das medidas sanitárias necessárias para a reabertura das empresas
Reduza os danos da crise de coronavírus com uma gestão de custos eficiente
Entenda como fica o pagamento dos impostos durante a pandemia de coronavírus
Saiba como gerir os negócios e contrair empréstimos para atenuar a crise causada pelo coronavírus
E-book traz esclarecimentos sobre as medidas de flexibilização trabalhista editadas na pandemia

É importante que o empresário esteja ciente das condições que a adoção permanente do home office impõe, sejam elas relacionadas ao fornecimento ou à manutenção de equipamentos laborais, ao controle de jornada, ou aos custos fixos que o funcionário terá enquanto trabalha em seu domicílio. A prevenção de riscos laborais é outro ponto que precisa de atenção.

Para que tudo isso fique mais claro ao empresário que deseja inserir permanentemente o home office na empresa, a FecomercioSP elaborou um capítulo adicional ao e-book Home office e questões trabalhistas diante da pandemia de coronavírus, material orientativo sobre a legislação trabalhista em torno do trabalho remoto, que agora está ainda mais completo. Clique aqui para acessar o conteúdo.