Economia

18/01/2019

Cidade de São Paulo é 18º destino mais popular de negócios no mundo

FecomercioSP estima que segmentos de hospedagem e eventos tenham encerrado 2018 com faturamento de R$ 7,65 bilhões

Cidade de São Paulo é 18º destino mais popular de negócios no mundo

Cidade paulistana é a única do País que está na lista das dez mais visitadas na América Latina
(Arte: TUTU)

O turismo é um pilar importante da economia paulistana, principalmente o de negócios. As empresas ligadas a esse setor, nas áreas de hospedagem e eventos, devem encerrar 2018 com faturamento de R$ 7,65 bilhões, segundo estimativa da Pesquisa Conjuntural do Setor de Serviços (PCSS), que traz o primeiro indicador mensal de serviços em âmbito municipal, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O montante representa um crescimento real anual de 14%.

O valor movimentado diretamente pelo setor representa pouco mais de 2% do faturamento de serviços na capital paulista, e, embora o porcentual pareça baixo, está próximo ao alcançado por atividades como educação e construção civil.

Veja também:
Cidade de São Paulo faz 465 anos com economia aquecida
Varejo e serviços paulistano têm trajetória ascendente de faturamento e geração de empregos

Destino
Estudo recente da Expedia, site de demandas de voos, aponta que São Paulo está na 18ª colocação de destinos populares de negócios no mundo, o único da América do Sul.

Outro estudo, o “Índice de Destinos Globais”, da MasterCard, mostra que a cidade paulistana é a única do País que está na lista das dez mais visitadas na América Latina, com 1,92 milhão de visitantes estrangeiros, movimentando US$ 1,35 bilhão.

Os turistas permanecem, em média, 10,8 noites, o que gera um gasto médio diário de US$ 61. Nesse ranking, Buenos Aires, na Argentina; Santiago, no Chile; e Lima, no Peru, estão na frente tanto no número de visitantes quanto no gasto total dos turistas.

Na gastronomia, a capital paulista abriga 15 restaurantes que estrelam na lista do Guia Michelin do ano passado, sendo dois deles com duas estrelas. Como a circulação na cidade pelos eventos é intensa ao longo do ano, os turistas aproveitam nos períodos livres para conhecer ou revisitar bares e restaurantes e conferir a agenda de espetáculos musicais, teatro e exposições artísticas.

Potencial
O turismo tem alto potencial de expansão para São Paulo, pois os aeroportos internacionais ao redor da cidade canalizam um terço da entrada de turistas no Brasil, em torno de 2,14 milhões por ano.

A FecomercioSP acredita que essa movimentação poderia ser mais bem aproveitada por meio da melhora nos acessos à capital, nas sinalizações de trânsito e nos modais de transporte urbano, além da comunicação na língua estrangeira e do aumento do policiamento e segurança.

Informações
Coletar dados de forma precisa e fazer análises dos índices do setor reflete no fortalecimento das empresas da área – que atraem e conquistam novos e mais visitantes – e no avanço da qualidade de vida dos moradores no município.

Para a presidente do Conselho de Turismo da Entidade, Mariana Aldrigui, atualmente, as informações sobre as relevâncias econômica e social do setor de turismo ainda são confusas e pouco articuladas.

Ela ressalta que as cidades que se utilizam de dados confiáveis e estratégias integradas de desenvolvimento urbano, em que ações pró-turismo integram todo o plano de governo, já obtiveram resultados impressionantes e que melhoraram a qualidade de vida do residente.

info__aniversariosp__3