Negócios

19/07/2018

Como aplicar reajustes de preços sem perder clientes

Empresário precisa levar em consideração algumas questões para competir no mercado e manter lucratividade

Como aplicar reajustes de preços sem perder clientes

Demanda, custo e concorrência devem ser considerados para oferecer preços competitivos
(Arte: TUTU)

O reajuste de preços é um dos grandes desafios enfrentados pelos empresários do comércio. Apesar de estar na contramão das estratégias para atrair e conquistar clientes, ele se faz necessário, tendo em vista a variação inflacionária.

Veja também
FecomercioSP apresenta características de um bom vendedor no comércio
Confira dicas de gestão financeira no varejo

Para oferecer preços competitivos sem perder lucratividade e afugentar o consumidor, a demanda, os custos e a concorrência devem ser considerados.

Demanda

É importante analisar o grau de elasticidade do produto, que significa o quanto o consumidor está disposto a adquirir determinado bem ou serviço mesmo se aumentar o preço. Essa elasticidade depende de algumas variáveis, como tipo de utilização, peso que o item tem no orçamento do consumidor, entre outros aspectos.

Custos

Devem ser considerados fatores como custos e despesas (fixas e variáveis) e margem de lucro desejada (também chamada de “margem de contribuição”). Nesse caso, o cálculo deve avaliar quanto cada produto poderá absorver do reajuste em termos de margem, de maneira que se mantenha competitivo no mercado. 

Concorrência

O empresário pode fixar o valor de seus produtos com base na média de preços dos concorrentes. Contudo, é recomendável ter certeza de que não haverá grande redução da margem de lucro, prejudicando a continuidade dos negócios.

Confira a matéria completa na edição nº 4 do No Balcão, disponível aqui.