Economia

11/01/2017

FecomercioSP sugere propostas para a revitalização da cidade de São Paulo

Por meio de ofício encaminhado ao Prefeito João Doria, a Entidade propõe foco para desenvolvimento dos bairros e investimentos para o turismo local, além de agenda de modernização para o lixo, calçadas e calçadões

FecomercioSP sugere propostas para a revitalização da cidade de São Paulo

Considerando alguns dos principais problemas enfrentados pela população paulistana, a Entidade elaborou sugestões práticas para melhorar a qualidade de vida na Capital
(PixAbay)

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) por meio do seu Conselho de Desenvolvimento Local, encaminhou ao prefeito João Doria, ofício com propostas para a revitalização da cidade de São Paulo, sugerindo melhorias para município. Considerando alguns dos principais problemas enfrentados pela população paulistana, a Entidade elaborou sugestões práticas para melhorar como um todo a qualidade de vida da população, assim como impulsionar o comércio nas diferentes regiões metropolitanas. 

Com relação à descentralização e desenvolvimento, a Entidade sugere como solução para a concentração de grande parte dos serviços no centro da cidade - que obriga o longo descolamento de milhares de pessoas e impacta na qualidade de vida e poder de consumo - a criação de polos de desenvolvimento econômico nas zonas Norte, Sul, Leste e Oeste, com a correspondente oferta de serviços públicos, como saúde e educação de qualidade. 

Outras medidas como a implementação do projeto Arco do Futuro, intervenção urbana no eixo do rio Tietê que tem por objetivo atrair investimentos no setor imobiliário e dinamizar a economia local, o desenvolvimento dos Planos de Bairro como forma de fortalecer os comércios locais e ações para diminuir de forma drástica o comércio informal no centro da cidade também foram sugeridas. 

A ineficiência da política de coleta e reciclagem do lixo devido, entre outros fatores, a não fiscalização desse processo e à escassez ou falta de lixeiras também foi abordada pela Federação. Entre as sugestões da Entidade para o problema estão a instalação de containers subterrâneos em toda a região central, o combate a pragas, controle de zoonoses, e solucionar os problemas de fezes e urina de humanos e animais no espaço público, além de promover a articulação entre catadores individuais, cooperativados e subprefeitura para a organização da coleta seletiva e ampliação da periodicidade de tal trabalho. 

Atualmente há registros de que calçadas esburacadas provocam acidentes e mortes e que grande parte dos reparos não atendem à legislação e às técnicas adequadas de construção. Além disso, são muito comuns tampas de bueiros desniveladas e canteiros sem manutenção. Para solucionar os problemas, a FecomercioSP propõe a criação de um projeto de intervenção urbana padronizado para as calçadas e calçadões na região central, reparar calçadas respeitando a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015) e o Programa de Recuperação das Calçadas da Prefeitura de São Paulo e garantindo a participação da comunidade nos projetos de intervenção urbana, principalmente os relacionados às calçadas. 

Com relação ao turismo na capital, a Entidade considera um dos principais fatores de desenvolvimento econômico local, uma vez que São Paulo atrai milhares de pessoas por meio do segmento de eventos e turismo, mas poderia ampliar o tempo de permanência do turista na cidade caso pudesse ofertar atrativos que hoje estão degradados. 

Na visão da FecomercioSP são necessárias melhorias nos monumentos históricos, por exemplo, que têm pichações, e seu entorno é tomado por calçadas quebradas, sujeira, urina e fezes humanas e de animais. No mais, o mobiliário urbano é mal posicionado, as fontes existentes em regiões como a do Anhangabaú, da Ladeira da Memória, da Praça Júlio Mesquita, da Praça da República, da Praça da Sé e do Túnel 9 de Julho estão deterioradas. 

Entre as propostas de melhoria para o setor, a Federação sugere requalificar e manter em ordem os espaços públicos centrais (ruas, praças, calçadas e calçadões), recuperar os patrimônios históricos, arquitetônicos e paisagísticos do centro, oferecer serviço social às pessoas em situação de rua e aumentar a segurança pública. 

Visita à FecomercioSP

Em dezembro de 2016, durante a última reunião plenária do ano, o então prefeito eleito e sete de seus secretários, estiveram na FecomercioSP apresentando as medidas do corpo técnico da Prefeitura de São Paulo, entre elas, o plano de desenvolver parcerias com a iniciativa privada, além de promover uma gestão descentralizada, delegando responsabilidades e cobrando resultados a todas as secretarias e subprefeituras. 

No campo do empreendedorismo, o novo prefeito da capital paulista prometeu, na ocasião, diversas parcerias com entidades educacionais como Senac e Sebrae-SP, além de iniciativas conjuntas com a Federação com o objetivo de promover melhorias para os setores de varejo, atacado, serviços e turismo.

Confira ainda os desafios apontados pelo projeto Renova Centro 20/30:

Lixo preocupa comerciantes e moradores
https://www.fecomercio.com.br/noticia/lixo-nas-ruas-preocupa-comerciantes-e-moradores-do-centro-de-sao-paulo

Buracos são principal problema das calçadas
https://www.fecomercio.com.br/noticia/buracos-sao-principal-problema-das-calcadas-no-centro-de-sao-paulo

População aponta insuficiência de banheiros públicos
https://www.fecomercio.com.br/noticia/populacao-aponta-insuficiencia-de-banheiros-publicos-no-centro-de-sao-paulo

Vendedores de CDs pioram poluição sonora
https://www.fecomercio.com.br/noticia/vendedores-de-cds-pioram-poluicao-sonora-no-centro

População considera pichação pior tipo de poluição visual
https://www.fecomercio.com.br/noticia/populacao-considera-pichacao-pior-tipo-de-poluicao-visual-no-centro