Economia

28/02/2018

Cartunistas discutem sobre as obras da exposição “UM BRASIL em charges”

Exposição com trabalhos de Adão Iturrusgarai, Caco Galhardo e Jean Galvão fica em cartaz até 30 de abril na FecomercioSP

Cartunistas discutem sobre as obras da exposição “UM BRASIL em charges”

Exposição traz 30 charges produzidas por Jean Galvão (à esq.), Adão Iturrusgarai (ao centro) e Caco Galhardo
(Foto: Christian Parente)

Responsáveis pelas ilustrações que compõem a exposição UM BRASIL em charges, os cartunistas Adão Iturrusgarai, Caco Galhardo e Jean Galvão participaram de um debate no dia 1º de fevereiro. A discussão foi realizada na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), local de exibição das obras.

Com larga experiência em periódicos nacionais e internacionais, os ilustradores comentaram o processo de criação das charges desenvolvidas com base em entrevistas e debates promovidos pelo UM BRASIL.

Veja também
Fecomercio SP recebe exposição UM BRASIL em charges
Cultura não ocupa espaço importante no Brasil, lamenta André Köhler
“A tecnologia democratiza a relação entre cidadão e governo e entre consumidor e empresa”, diz Rodrigo Kede
Saúde traz desafios enormes para gestão pública, afirma Marília Louvison
Falta de representatividade feminina afeta desempenho das jovens no mercado de trabalho, diz Tânia Cosentino

“Fazer charge para o UM BRASIL é diferente. O conteúdo que temos são entrevistas de especialistas em diversos assuntos. É uma característica diferente da notícia”, explica Galvão. “A notícia aponta um defeito, o que está acontecendo de errado. As entrevistas têm o que está acontecendo de errado, e, muitas vezes, o entrevistado apresenta uma solução para aquilo. Assim, o chargista tem mais informações para criar seu trabalho”, completa.

Sendo a fonte primária de conteúdo para as charges diferente dos periódicos tradicionais, que lidam com fatos do dia a dia, Iturrusgarai comentou que, no processo de criação das obras, anota palavras-chave enquanto assiste às entrevistas. O resultado também se distingue por não necessariamente propor uma abordagem humorística.

“Alguns assuntos me interessam mais do que outros. A algumas entrevistas, assisto mais de uma vez. Não tem a ver sair mais rápido e ser [um trabalho] melhor do que outro que demore mais tempo. Quando o assunto bate muito com você, já vai sendo esboçado”, diz Iturrusgarai.

As 30 ilustrações que fazem parte da exposição refletem sobre assuntos bastante polarizantes na atualidade, como os rumos da economia do País, o papel do Estado e a modernização do Poder Judiciário. A exposição também conta com frases marcantes das entrevistas que serviram de base para as charges.

Para Galhardo, não seria incomum visitantes divergirem sobre uma mesma obra. “Você está tratando de um assunto que é o Poder Público, e as pessoas enxergam isso das formas mais distintas. O mesmo conteúdo é visto de maneiras completamente diferentes”, comenta Galhardo.

Além das obras expostas, os cartunistas também discutiram sobre a atualidade da profissão, experiências da carreira, os limites para o humor e responderam perguntas da plateia. Entre os convidados, estiveram presentes especialistas que foram entrevistados pelo UM BRASIL, como o professor de Direito da FGV-RJ e ex-secretário nacional de Justiça, Beto Vasconcelos; o economista e filósofo Joel Pinheiro da Fonseca; o analista de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional, Marivaldo Pereira; o estudante de Política Internacional e Economia Política da Renmin University of China e cofundador da BRASA Ásia, Otávio Costa Miranda; o mestre em Políticas Públicas na Universidade Harvard e fundador do Instituto @BR21, Pedro Henrique de Cristo; e o doutor em Psicologia pela Universidade de São Paulo, Zysman Neiman.

A exposição fica em cartaz no 3º andar do prédio da FecomercioSP até o dia 30 de abril. A visitação é de segunda a sexta, das 9h às 18h. Entrada gratuita.

Confira no vídeo a seguir a íntegra do debate com os cartunistas: