Custo de Vida por Classe Social

Alimentos e bebidas influenciam alta de 0,18% no custo de vida das famílias paulistanas em janeiro

Após encerrar 2018 em alta (3,34%), o custo de vida na região metropolitana de São Paulo voltou a subir em janeiro, 0,18%. No acumulado dos últimos 12 meses, também houve acréscimo de 3,48%. Entre as nove categorias que compõem o indicador, três sofreram variações negativas em janeiro: vestuário (-0,79%), transporte (-0,35%) e comunicação (-0,10%).

Por outro lado, o segmento de alimentos e bebidas foi o principal responsável pela aceleração do custo de vida no primeiro mês do ano, com alta de 0,95%. No dado acumulado dos últimos 12 meses, o segmento apresentou acréscimo de 5,39%, o segundo maior entre todos os demais grupos, perdendo apenas para educação (5,64%).

Clique aqui para ter acesso à análise completa.

Sobre

O Custo de Vida por Classe Social é um indicador de preços, segmentado por grupos de despesa e faixa de renda. São nove grupos de despesa e cinco faixas de renda que, em conjunto, geram um indicador geral de custo de vida.

Como é obtido

O CVCS é obtido a partir da reponderação e reclassificação de 247 itens de despesa na cidade de São Paulo, de acordo com a participação destes nos orçamentos familiares das distintas class...

Utilidades

Entender como a evolução recente dos preços pode estar afetando a vida do consumidor paulistano médio (das famílias paulistanas) e também quais distorções ocorrem por conta da variação da capacidade de consumo (portanto no padrão de vida) de famílias de diferentes estratos sociais.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados