Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços de São Paulo

PESP SERVIÇOS

Serviços eliminam 130.511 empregos em 2016

Pelo quarto mês consecutivo, o setor de serviços no Estado de São Paulo apresentou saldo negativo de funcionários. Em dezembro, foram eliminados 74.293 postos de trabalho, resultado de 125.393 admissões contra 199.686 desligamentos. Na comparação com o mesmo mês de 2015, ainda que ambos os saldos sejam negativos, houve uma ligeira melhora dos números do setor. Em dezembro de 2015 foram 84.383 empregos perdidos, sendo este o maior saldo de vagas eliminadas no último mês do ano desde o início da série histórica, em 2007.

No acumulado dos 12 meses de 2016, o saldo ficou negativo em 130.511 empregos, o pior resultado da série histórica iniciada em 2007. Esse é o segundo resultado negativo consecutivo para o acumulado de um ano já que em 2015 houve uma perda de 106.833 postos de trabalho com carteira assinada. Com isso, o estoque ativo de trabalhadores de dezembro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado, registrou queda de 1,8%, fechando o ano com estoque total de 7.294.116 empregados no setor de serviços paulista.

Segundo a FecomercioSP, 2016 foi um ano de fundo do poço para o mercado de trabalho do setor de serviços. Em 2017, o setor ainda deve apresentar saldos negativos, mas em ritmo mais lento do que o verificado no ano passado. Sem uma melhora mais homogênea da economia brasileira, a Federação aponta que não se espera crescimento do setor, pois sua melhora passa por um ambiente de negócios mais atrativo aos investimentos produtivos empresariais que, por consequência, é dependente da melhoria do poder de compra das famílias. Inflação mais baixa, juros mais baixos e estancamento do próprio desemprego são variáveis vitais para tal resultado

Para ter acesso à análise completa, clique aqui.

Sobre

A pesquisa analisa o nível de emprego do setor de serviços do Estado de São Paulo, em 16 regiões e 12 ramos de atividade, por meio de dados primários do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). A FecomercioSP passou a acompanhar tais informações a partir de fevereiro de 2016.

(K = 1.000 empregos)

Como é obtido

Os dados de emprego são provenientes do Caged por meio das informações declaradas pelas empresas do setor de serviços paulista.

Os dados são divididos em 12 atividades. São elas: transporte e armazenagem; alojamento e alimentação; informação e comunicação; financeiras e de seguros; imobiliárias; profissionais, científicas e técnicas; administrativas e serviços complementares; Adm. Pública, Defesa e seguridade social; educação; médicos, odontológicos e serviços sociais; artes, cultura e esportes; outras atividades de serviços.

As informações obtidas são segmentados nas 16 regiões delimitadas por Delegacias Regionais Tributárias (DTRs): Capital, Litoral, Taubaté, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, ABCD, Guarulhos, Osasco, Araraquara e Jundiaí.

Utilidades

É um panorama inédito sobre o nível de emprego no setor de serviços no Estado de São Paulo, considerado o mais pulverizado e heterogêneo da economia.

Os dados coletados são de âmbito estadual, regional e municipal, ou seja, podem gerar análises individualizadas.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados