Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços de São Paulo

PESP SERVIÇOS

Serviços criam 3.823 empregos em maio 

É cada vez mais clara a reação do mercado de trabalho do setor de serviços no Estado de São Paulo, que acumula quatro meses consecutivos de criação de empregos. Em maio, o setor abriu 3.823 postos de trabalho, resultado de 176.882 admissões contra 173.059 desligamentos. Na comparação com o mesmo mês de 2016, houve expressiva melhora, já que, na ocasião, foram eliminados 6.696 postos de trabalho no setor. Vale ressaltar que em maio de 2015 o saldo também foi negativo, em 7.850 empregos. No acumulado de junho de 2016 a maio de 2017, 68.338 postos de trabalho foram fechados. Com isso, o setor de serviços encerrou maio com um estoque total de 7.339.565 trabalhadores formais, montante 0,9% inferior ao apurado no mesmo mês de 2016.

Segundo a FecomercioSP, o caráter heterogêneo e transversal do ramo de serviços naturalmente acaba sendo um bom termômetro de atividade econômica geral. Como a economia brasileira esboça reação, há melhores números no setor de serviços. A Entidade pondera que são tendências prematuras, razoavelmente melhores e que ainda podem ser afetadas pelas incertezas no campo político. 

Para ter acesso à análise completa, clique aqui.

Sobre

A pesquisa analisa o nível de emprego do setor de serviços do Estado de São Paulo, em 16 regiões e 12 ramos de atividade, por meio de dados primários do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). A FecomercioSP passou a acompanhar tais informações a partir de fevereiro de 2016.

(K = 1.000 empregos)

Como é obtido

Os dados de emprego são provenientes do Caged por meio das informações declaradas pelas empresas do setor de serviços paulista.

Os dados são divididos em 12 atividades. São elas: transporte e armazenagem; alojamento e alimentação; informação e comunicação; financeiras e de seguros; imobiliárias; profissionais, científicas e técnicas; administrativas e serviços complementares; Adm. Pública, Defesa e seguridade social; educação; médicos, odontológicos e serviços sociais; artes, cultura e esportes; outras atividades de serviços.

As informações obtidas são segmentados nas 16 regiões delimitadas por Delegacias Regionais Tributárias (DTRs): Capital, Litoral, Taubaté, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, ABCD, Guarulhos, Osasco, Araraquara e Jundiaí.

Utilidades

É um panorama inédito sobre o nível de emprego no setor de serviços no Estado de São Paulo, considerado o mais pulverizado e heterogêneo da economia.

Os dados coletados são de âmbito estadual, regional e municipal, ou seja, podem gerar análises individualizadas.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados