Intenção de Consumo das Famílias

Intenção de consumo cai pela segunda vez consecutiva em maio    

O Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) chegou aos 91,8, pontos em maio, queda de 1,1% em relação a abril, quando registrou 92,9 pontos. Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve elevação de 16,8%, quando marcava 78,6 pontos.

Dos sete itens analisados pela pesquisa, cinco recuaram na comparação mensal. O destaque ficou por conta do item Momento para duráveis que passou dos 68,1 pontos em abril para 64,5 pontos em maio, queda de 5,3%.

A parcela de consumidores entrevistados que considera ser um bom momento para a compra de bens duráveis (veículos, eletrônicos etc.) passou de 34,6% em março para 28,3% em maio, recuo de 6,3 pontos porcentuais. Entretanto, o patamar é superior ao visto em maio do ano passado, de 23,5%.

Clique aqui para ter acesso à análise completa.

Sobre

A pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) tem como objetivo produzir um indicador inédito com capacidade de medir com a maior precisão possível, a percepção que as famílias têm sobre seu nível futuro de propensão a consumir em curto e médio prazos.

Como é obtido

Os dados são coletados junto a cerca de 2.200 consumidores no município de São Paulo.

Utilidades

Sendo um indicador antecedente de vendas do comércio, o ICF serve como instrumento substituto ou complementar aos modelos econométricos de projeção de demanda. É um poderoso aliado no planejamento de empresas, fornecedores e de políticas públicas.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados